Curso Guia da Profissão de Arquiteto(a) e Urbanista

Lançado o VII Prêmio IAB Gentileza Urbana!


Últimas Notícias

1° Arquitetura e Urbanismo em Debate em Sobral acontece dia 23 com presidente da FNA 15/06/2016 15:21

leia mais...

Comunicado Curso Guia da Profissão: Mudança de Local 14/06/2016 10:39

COMUNICADO SOBRE O CURSO   “GUIA DA PROFISSÃO DE ARQUITETO E URBANISTA”   O Instituto de Arquitetos do Brasil- Departamento do Ceará- IAB- CE, entidade promotora do Curso Guia da Profissão de Arquiteto e Urbanista, de acordo com as “Informações Gerais” constantes da ementa do curso, encaminha as seguintes informações complementares:   1.    Está confirmada a realização do Curso nas datas e horários anteriormente divulgados: - Dias 16 e 17/06/2016 (quinta e sexta), de 17:00h às 21:25h (intervalo de 15min); - Dia 18/06/2016 (sábado), de 08:40h às 12:00h e 13:00h às 18:00h.   2.    As inscrições continuam abertas e poderão ser feitas pelo telefone do IAB-CE: (85) 3283.5454 ou no local do Curso, mesmo após o encerramento previsto das inscrições pela internet (48h antes);   3.    O Curso será realizado na sede do IAB-CE, na Av. Carapinima, 2425- Benfica.   Fortaleza- CE, 13 de junho de 2016. Atenciosamente,   Antônio Custódio dos Santos Neto  www.iabce.org.br/administrador/arquivos/file/Comunicado Curso IAB-CE - 13_06_2016.png FICHA DE INSCRIÇÂO   leia mais...

Arquitetura e Urbanismo em Debate vai trazer presidente da FNA para Fortaleza, dia 22 07/06/2016 09:40

 COMUNICADO:A ENTRADA PARA O EVENTO SE DAR À PELO ACESSO À ASSEMBLEIA PELA RUA: BARBOSA DE FREITAS. JÁ QUE A ENTRADA PELA DESEMBARGADOR MOREIRA FUNCIONA SÒ ATÈ AS 18H.  leia mais...

NOTA IAB-CE : PMF: O desleixo com a cultura o meio ambiente" 03/06/2016 12:25

   PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA: O desleixo com a Cultura e com o Meio Ambiente.  Diante da situação da avalanche de fatos que têm revelado a real situação moral da política brasileira, não nos parece demais vir a público para denunciar a contradição entre discurso e prática da atual Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) em relação à preservação do patrimônio de nossa cidade. Não obstante, a necessidade de reconhecer a importância do Prêmio de Intervenção no Patrimônio Arquitetônico – PIPA, que vem incentivar a pesquisa acadêmica em relação à preservação do patrimônio histórico, é responsabilidade do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE) tornar evidente que o discurso da atual administração da PMF não tem rebatimento prático nas ações que vêm sendo implementadas nesta capital. Então vejamos:  a PMF está reformando a Praça Portugal, apesar das inúmeras manifestações contrárias, vindas de diversos setores da sociedade civil organizada, e do fato de que essa intervenção de tamanho porte não está contemplada na política do Plano Diretor Participativo de Fortaleza de 2009;  a PMF autorizou, sem debate algum com a sociedade civil e mesmo sem a anuência do Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico-Cultural de Fortaleza (COMPHIC), a instalação do evento Casa Cor na Casa do Barão de Camocim – bem tombado em nível municipal –, mesmo sabendo que este imóvel, durante a utilização por aquele evento, poderá sofrer danos irreparáveis, uma vez que seu estado de conservação é crítico e delicado. Qualquer intervenção ou ação de conservação nesse bem deve ser objeto de criterioso estudo e realizado exclusivamente por mão de obra específica e qualificada. Essas premissas básicas excluem, portanto, a possibilidade da convivência com um evento nos moldes da Casa Cor;  destacamos também os diversos processos de pressão imobiliária que tentam agredir a salvaguarda de monumentos como o Náutico Atlético Clube, o Iracema Plaza Hotel e as poligonais de tombamento;  relevante ainda trazer à luz o sério desrespeito com o porto e o estaleiro de jangadas da Praia do Mucuripe. A área foi protegida pela poligonal de entorno da Igreja de São Pedro e integra o registro da Festa de São Pedro como espaço símbolo da cultura do jangadeiro. As recentes intervenções da PMF para a reforma da Beira-Mar e do Mercado dos Peixes excluem a comunidade dos pescadores do debate sobre essas decisões, que desconhecem os referenciais culturais presentes naquele espaço;  no âmbito das políticas urbanas, vemos com preocupação o posicionamento da PMF frente à implantação das Zonas Especiais de Dinamização Urbanística e Socioeconômica (ZEDUS). Essa normatização traz parâmetros urbanísticos especiais de incentivo à verticalização em áreas importantes para o patrimônio cultural de nossa cidade, a exemplo da Praia de Iracema, do Centro e do Jacarenga; a PMF tem realizado intervenções de grande vulto no sistema viário de Fortaleza que, notoriamente, têm destruído o aspecto bucólico da paisagem urbana da cidade, tais como: a construção do complexo de viadutos das avenidas Antônio Sales e Washington Soares, e a implantação do binário das avenidas Santos Dumont e Dom Luís com a completa retirada de suas árvores e sem o replantio de novas. Além disso, já temos notícia de que o riacho Aguanambi, infelizmente já canalizado, sofrerá mais uma violação por parte das intervenções físicas na Avenida Aguanambi; ao que parece, pela observação da “Maquete eletrônica de projeto da nova Av. Aguanambi em Fortaleza” divulgada na internet pela Secretaria Municipal de Infraestrutura da PMF, o riacho, nos trechos ainda descobertos, será terminantemente sepultado por lajes de cobertura. Ressaltamos que, enquanto muitas cidades estão na busca de recuperar seus recursos naturais, Fortaleza encontra-se num movimento contrário, escondendo e depredando o leito natural de seus rios e riachos, situação extremamente comprometedora ao meio ambiente. Diante desse quadro, o IAB-CE (Instituto de Arquitetos do Brasil - Departamento do Ceará) declara-se extremamente preocupado e insatisfeito com a postura assumida e posta em prática pela PMF em relação à preservação do Patrimônio Histórico-Cultural e ao Meio Ambiente. Fortaleza, 30 de maio de 2016. Diretoria do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Ceará  VER A NOTA EM PDF     leia mais...

Prêmio IAB Gentileza Urbana - Edição de 2005 02/06/2016 22:00

2005 - Gentileza Vencedora Praça Martins Dourado - PapicuResponsável: Associação dos Amigos da Praça Martins Dourado Indicação: Marcílio Bizarria Limpeza, arborização, preservação do mobiliário e demais equipamentos públicos instalados. Promoção de maior integração entre os moradores do entorno e demais freqüentadores. Iniciativa altruísta dos moradores residentes em volta da praça, que a fundaram e mantêm, através de contribuição financeira. 2005 - Menções Honrosas 1. Projeto Casa da Criança Abrigo da Tia Júlia Responsáveis: Ação voluntária de arquitetos, construtores e fornecedores. Indicação: Neudson Braga Projeto de recuperação e habilitação do abrigo que atende a crianças carentes. 2. Jardim em Espaço Público do Jacarecanga Responsável: Maria Gercila Mateus. Indicação: Antônio Custódio dos Santos Neto. Transformação de calçada com entulho, à Rua Mons. Dantas em jardim com o cultivo de várias espécies de plantas.3. Praça e passeios Shopping BuganvíliaResponsável: Condomínio de logistasIndicação: Atilano Ayres de MouraCaracteriza Gentileza a cessão de área, resultando em bem-estar urbano, em detrimento do aproveitamento da mesma para ganho financeiro dos logistas.4. Projeto de recuperação das fachadas do Centro de FortalezaResponsável: Pio Rodrigues.Indicação: João Parente. Preservação do conjunto urbano do centro de fortaleza. Trabalho de convencimento, divulgação e implementação. leia mais...

IAB na Mídia

Edições Anteriores
Redes Sociais:
Rede IAB

 

Endereço: Av. Carapinima, 2425 - Benfica
Cep: 60015-290 - Fortaleza - CE
Tel: (85) 3283.5454
Email: iabce@iabce.org.br

© 2005-2011 Instituto de Arquitetos do Brasil Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Pirambu Digital

Reportar bug